A corrida de rua e seus perigos

Com a chegada do verão, muitas pessoas preocupadas com o físico para curtirem as férias recorrem à corrida de rua para conseguir alcançar seus objetivos.

Essa escolha é feita por acreditarem que os objetivos serão alcançados em curto prazo, porque a corrida tem um custo baixo, pois não é necessário realizar matrícula em nenhuma academia para poder correr na rua e por a pessoa achar que pode sair correndo sozinha sem orientação, pois é um movimento natural do ser humano.

A corrida é uma excelente atividade, mas quando bem orientada por um profissional de Educação Física, quando associada a uma alimentação bem equilibrada e quando se tem a musculatura e as articulações preparadas para aguentar o número de exageradas repetições que as passadas da corrida exigem.

Ao iniciar um treinamento de corrida, geralmente, as pessoas iniciam correndo poucas distâncias. Porém, quando começam a ganhar resistência e a melhorar seu condicionamento físico, essas distâncias vão aumentando e a quantidade semanal de treinos também.  E é exatamente aí que mora o perigo!

A corrida é uma atividade cíclica, na qual se repetem os padrões de movimento. Vamos imaginar que sua passada tenha em média um metro de distância. Para conseguir correr um quilômetro (1000 metros), seria necessário dar mil passos. Se a pessoa correr 5 km, 5 mil passos, e assim sucessivamente até a pessoa conseguir correr uma maratona de 42 Km, com 42 mil passos repetidos. Esse tipo de repetição pode se tornar altamente lesiva, caso o praticante não tenha um trabalho de fortalecimento associado à prática da corrida.

Vários fatores podem influenciar para a aquisição de lesões, como:

– Piso instável das ruas com pedras, buracos, degraus, subidas e descidas

– Técnica má executada da corrida

– Instabilidade das articulações de tornozelo, joelho e quadril

– Má alimentação, que faz a pessoa perder força e massa magra

– Falta de um planejamento feito por um profissional

Quanto maior a distância percorrida e quanto maior o número de treinos durante a semana, mais agravantes se tornam os fatores acima citados.
Minha orientação é: gosta de correr, corra! Mas faça tudo certo para não ter que parar obrigado.

Bons treinos!

468 ad