Aprender com o recomeço

A primeira coluna é sempre um aprendizado. Isso ocorre devido principalmente à quantidade de assuntos que podem ser abordados e/ou informações que podem ser escritas. Mas, diante desse desafio, decidi optar pelo caminho mais simples, ou seja, escrever sobre quem é o jornalista responsável por esta coluna.

Meu nome é Waldez Amorim, sou mineiro de Belo Horizonte e me formei em Comunicação Social com habilitação em jornalismo no Uni-BH, em 2003. Trabalho para a revista Quatro Rodas há quase 15 anos e escrevo a seção Autodefesa na mesma revista há quase dez anos.

Além disso, trabalhei nas revistas filhas da QR, como é conhecida a Quatro Rodas na redação, a Clássicos, especializada em veículos clássicos, e a Nitro, direcionada aos veículos tunning.

De informações sobre importados, como Porsche, a dicas sobre mecânica, colunista vai abordar tudo sobre o  mundo automotivo
De informações sobre importados, como Porsche, a dicas sobre mecânica, colunista vai abordar tudo sobre o mundo automotivo

Comecei a acompanhar o universo automotivo aos seis anos de idade e, desde então, o meu objetivo sempre foi a busca por esclarecer dúvidas daqueles que precisam decidir qual a Melhor Compra, especial da revista Quatro Rodas publicado todos os anos que eu colaborei em duas edições.

Mas, desde outubro de 2007, quando eu escrevi pela primeira vez o Autodefesa, percebi uma atração especial por reportar, esclarecer e, principalmente, buscar a solução para os proprietários que enfrentam ou enfrentaram problemas com modelos novos e usados, nacionais e importados.

Dessa forma, o objetivo por ajudar os proprietários me fez conhecer grandes oficinas, mecânicos dedicados e perceber o quanto é carente de informações o universo daqueles que passaram ou passam por problemas com os veículos adquiridos.

Assim, decidi estudar Direito, para me especializar ainda mais nessa área, estrear o meu site, comunidade no facebook, reclameauto.com.br e colaborar com o Viva Pampulha, sempre direcionado àquelas pessoas que desejam comprar o primeiro automóvel, trocar o veículo que possui ou simplesmente fazer manutenções, preventivas e corretivas.

Belo Horizonte é minha cidade natal, onde eu vivi até pouco depois dos 30 anos, quando me mudei para Caxias do Sul (RS) para conhecer uma gaúcha que enviou uma reclamação para o atendimento ao leitor da QR e chegou até a mim, que na época estava buscando uma pauta exatamente sobre o modelo que ela possuía.

Desde já, disponibilizo o meu contato – waldez.amorim@vivapampulha.com.br – para os proprietários e/ou futuros proprietários que desejam conhecer um determinado modelo, esclarecer dúvidas ou relatar algum problema e/ou falha, e precisa de um especialista para orientar na busca para encontrarmos a melhor solução para manter viva a relação de amor e ódio que existe entre o automóvel e o proprietário.

468 ad