Cirurgia ortopédica a laser, o que é isso?

Muitos são os mitos criados para explicar as operações realizadas com óticas e computadores, mas talvez esses procedimentos sejam bem mais simples do que parecem. Uma dessas “novelas” envolvem a cirurgia de videoartroscopia de quadril, cirurgia na qual me especializei.

Esta envolve a utilização de um sistema com óticas e câmeras para gerar imagens da articulação da mesma forma que nos procedimentos artroscópicos de articulações como ombro e joelho. Logo, o laser, nada mais é que um feixe luminoso que segue por um cabo de fibra ótica aonde há, na extremidade, uma camerazinha que mostra lá dentro da articulação.

Como toda operação, uma boa anestesia é excepcional; dessa forma, diferentes técnicas anestésicas podem ser utilizadas, e conhecer o seu anestesista também é muito importante. Você irá fazer uma entrevista com ele para esclarecimentos. Poderão ser utilizadas anestesia geral ou bloqueio lombar com sedação – você irá dormir durante o procedimento.

A maioria dos cirurgiões realiza as cirurgias de videoartroscopia do quadril com o paciente em decúbito dorsal (de barriga para cima). Uma mesa ortopédica ou “aparelho de distração” é empregado para tracionar o membro operado, o que poderá causar sensações “estranhas”, como dormência, fraquezas e até impotência sexual em homens, mas não fuja ocorrendo do consultório! Isso tudo passa em curto intervalo de tempo, no geral até 12 semanas.

Mas, e aí, depois que operar, está curado? Não é bem assim… Você deverá realizar consultas periódicas de 15 em 15 dias nos primeiros 45 dias. Provavelmente, andará com auxílio de duas muletas nos primeiros 30 dias e com uma muleta até completar os 45 dias. A retirada de pontos se dá com 15 dias no consultório médico. Seguir as orientações pós-operatórias é de crucial importância na reabilitação.

No mais, corpo são, mente sã e vida que segue!

468 ad