Cuidados com o coração do veículo

Muitos proprietários desconhecem a importância do motor de um veículo. Para boa parte deles, trata-se de uma área desconhecida – mas, claro, é fundamental nos veículos. Afinal, cuidar da saúde do coração de um automóvel é determinante no momento de fazer uma manutenção preventiva, bem mais simples e com preço acessível – ou fazer uma manutenção corretiva, complicada e responsável por causar um rombo no orçamento.

É nos ‘pequenos detalhes” que o proprietário escolhe entre possuir um veículo que sirva a ele ou um proprietário que serve ao veículo. Mas, assim como o restante do veículo, o motor também merece cuidados. Acompanhe, a seguir, algumas dicas para cuidar do propulsor.

Amaciar o motor
Todo carro que sai novo da concessionária precisa de um tempo para que as peças mais justas se acomodem dentro do propulsor. Dessa forma, evite dirigir em velocidades mais altas nos primeiros três mil quilômetros e, sempre que possível, deixe o motor aquecer por algum tempo, cerca de três minutos, antes de utilizar o veículo.

Combustível
Lembre-se: combustível de má qualidade é sinônimo de problemas. Gasolina de procedência duvidosa não danifica apenas o motor, o combustível adulterado causa problemas de funcionamento na bomba de combustível, bicos injetores, no filtro e, nos casos mais graves, pode corroer os pistões e fundir o motor. Se o bico injetor travar aberto, causará um calço hidráulico devido ao excesso de gasolina na câmara de combustão.

Lubrificante
Uma boa lubrificação do motor depende essencialmente do respeito ao tempo e às normas indicadas pelo fabricante do veículo para a troca de óleo. Dessa forma, nunca use um óleo com especificações diferentes das recomendadas no manual do veículo pelo fabricante.

Marchas
Evite “esticar” as marchas de forma desnecessárias, ou seja, procure fazer as trocas o mais suavemente possível e procure sempre andar dentro da faixa torque ideal. Outra dica, acelere com moderação, o bolso agradece.

motor

Limpeza
Algumas partes do motor, como a central eletrônica, não devem ser lavadas, mas isso não significa que o motor não possa estar limpo, como o restante do carro. O mais importante é proteger os conectores elétricos durante a limpeza, especialmente se o propulsor é lavado com máquinas de alta pressão. O ideal é procurar um especialista para que ele retire restos de terra, barro e pó, pois o acúmulo de sujeira prejudica a refrigeração do motor, além de ressecar mangueiras, dutos e rolamentos. Faça uma inspeção visual e limpe com um pano úmido as partes com mais sujeira, sempre com o motor desligado.

motor

Tempo estimado para a troca de alguns dos componentes do motor
* Óleo do motor – Deve-se verificar em cada revisão e a troca deve ser feita a cada 6 meses ou 10 mil quilômetros.
* Correia dentada – Verificar em todas as revisões e trocar de acordo com o manual do proprietário.
* Velas – Revisão a cada 10 mil quilômetros e a troca deve ser realizada a cada 50 mil ou 100 mil quilômetros, de acordo o manual do proprietário.

468 ad