Dietas da moda: por que são tão perigosas?

A cada época surgem dietas da moda que ditam a forma como devemos nos relacionar com a comida para perdermos peso. Nomes não faltam por aí… Tem a dieta da sopa, dieta da lua, Atkins, Dukan, Mediterrânea, Paleo, Cetogênica, entre muitas outras. Algumas têm, de fato, benefícios comprovados por meio de evidências científicas, mas nem por isso podem ser seguidas aleatoriamente.

Mas, por trás de uma dieta pronta, que parece perfeita para você chegar ao peso que deseja, fica escondida uma série de questões fundamentais que deveria ser levada em conta.

Para facilitar essa explicação, vamos continuar falando de moda. Responda: seu vestido favorito veste igualzinho em sua melhor amiga? É bastante provável que a resposta seja “não”. Vocês são duas pessoas diferentes, com genéticas individuais e hábitos muito particulares. Cada organismo tem as próprias respostas e reações aos alimentos que o nutrem. E isso molda cada corpo, de forma diferente.

Agora, vamos mostrar porque é preciso muita atenção antes de embarcar em uma das dietas da moda. Acompanhe!

Dietas da moda são padronizadas
Não é uma boa ideia várias pessoas seguirem um mesmo plano alimentar. Não, mesmo!

O acompanhamento individualizado é uma marca do tratamento nutrológico. Seja para emagrecer, ganhar massa muscular, melhorar seu rendimento esportivo, tratar distúrbios nutricionais, entre outros motivos, a sua dieta é única e deve ser montada e adaptada conforme a sua realidade.

O organismo de cada paciente deve ser avaliado e examinado, para que, então, receba os tipos e as quantidades de nutrientes adequados para ele. Além disso, existem casos de intolerâncias e sensibilidade – lactose e glúten, por exemplo -, índices de colesterol, de glicose, distúrbios e deficiências nutricionais, entre outros, que são determinantes para a inclusão ou exclusão de determinados alimentos da dieta.

Dietas da moda podem até emagrecer, mas o peso vai oscilar
Muitas das pessoas que aderem a dietas da moda relatam que obtiveram resultados positivos – em sua maioria, o desejo era a perda de peso. De fato, a balança poderá registrar números mais agradáveis aos olhos de quem assim esperava.

Entretanto, a perda de peso não é apenas uma operação matemática. O mais importante é a composição corporal equilibrada, com redução do percentual de gordura que é substituído pela massa magra, além do equilíbrio nos níveis de nutrientes que asseguram o bom funcionamento do organismo. Isso, sim, contribui para vitalidade e longevidade.

Planos que prometem resultados rápidos são duvidosos. A rápida perda de peso, sem acompanhamento, pode não ser sustentável. Emagrecer faz parte de um processo transformador, que vai além da conduta alimentar. Esse tratamento requer um envolvimento completo do paciente para o alcance do bem-estar integral do corpo.

Vamos esclarecer de vez: não existem dietas milagrosas. O que existe e funciona é o acompanhamento nutrológico, individualizado e periódico, que se adapta conforme as necessidades e a evolução de cada um.

Dietas precisam ser acompanhadas de atividade física
A prática constante de exercícios promove uma série de benefícios ao organismo, como bem-estar físico e mental, prevenção de doenças, aumento da disposição diária e das noites bem-dormidas, entre muitos outros.

E, além dessas vantagens, a atividade física é também um fator de motivação para a continuidade do tratamento nutrológico. À medida que vamos observando os resultados obtidos por meio desse conjunto (alimentação adequada + atividade física), sentimos ainda mais vontade de promover nossa saúde.

Entendi. Mas, então, qual dieta devo seguir?
Agora, a resposta já está clara: A melhor dieta é aquela desenvolvida individualmente para você, que leva em conta seu ritmo de vida, sua rotina de trabalho, de atividades diárias, intolerâncias, deficiências nutricionais, preferências etc.

São vários os pontos que devem ser conversados com seu(sua) médico(a) nutrólogo(a) para que ele(a), em conjunto com um(a) nutricionista, desenvolvam um tratamento individualizado e com grandes chances de resultados satisfatórios e duradouros.

468 ad