Dores no ombro

As dores no ombro são patologias muito comuns entre trabalhadores, donas de casas, empregadas domésticas, faxineiras e em alguns esportes, como vôlei, basquete e musculação. Normalmente, as dores aparecem sem um histórico de pancadas ou movimentos bruscos. É inicialmente percebida em movimentos de levantar o braço (abdução e flexão de braço) e vão piorando com a idade e de acordo com tempo de exposição à causa biomecânica.

De forma geral esta lesão é conhecida como Síndrome do Impacto e agrupa um conjunto de inflamações chamadas de tendinite do músculo supra espinhal, da cabeça longa do músculo bíceps braquial e bursite subacromial.

Pessoas que executam atividades com braço acima dos ombros são os mais tendenciosos a terem estas dores. As causas mais comuns destas patologias estão normalmente associadas à fraqueza do conjunto de músculos do manguito rotador e dos músculos estabilizadores da escápula.

Como a dor é inicialmente leve e os brasileiros têm por hábito tomar medicamentos sem prescrição médica, a dor acaba sendo mascarada e, com isto, as pessoas continuam fazendo suas atividades. Este tipo de comportamento dos brasileiros pode acentuar o problema e elevar o risco de cirurgia. E o processo de recuperação e reabilitação após as cirurgias, às vezes, pode ser muito traumático e lento.

Portanto, se você é um desses que têm dores ao levantar os braços, vamos evitar cirurgias a médio ou longo prazo? Sugiro que inicialmente procure o mais rapidamente possível fisioterapeutas e ortopedistas habilitados para um melhor aprofundamento no diagnóstico da lesão e, posteriormente, a reabilitação fisioterapêutica.

Desta forma, sua dor no ombro melhorará e, muito provavelmente, não será necessário um procedimento cirúrgico.

468 ad