Dores nos joelhos: desconhecidas e ignoradas por muitos

A Síndrome Patelo-femural, também conhecida com Síndrome Fêmur-patelar, patelagia, dor anterior do joelho – e alguns ainda citam como dor do crescimento. É uma dor muito comum nos joelhos de adolescentes, iniciantes regulares de prática e que pode avançar com a idade afetando 20% da população geral.

Esta dor é mais comum em adolescentes que saíram da fase lúdica das atividades físicas e passaram a realizar atividades mais regulares e com fins de controle de peso e até interesse em se transforarem em atletas. Também é mais comum em mulheres.

Normalmente, esta dor não tem um mecanismo traumático de lesão, ou seja, o indivíduo não consegue precisar algum momento de sua vida que tenha recebido uma pancada ou realizado um movimento brusco para o aparecimento dela.

Pessoas acometidas por esta patologia costumam relatar incômodos ao subir ou descer escadas e superfícies com inclinação, ao agachar ou permanecer sentado em bancos baixos que exijam exagerada flexão do joelho.

As causas destas dores estão relacionadas com a biomecânica incorreta dos membros inferiores (quadril, joelho e pés) que levam ao mal alinhamento do mecanismo extensor do joelho, ou seja, a grosso modo está relacionada com uma patela mal alinhada nos joelhos.

Normalmente e de forma geral, estes desalinhamentos das patelas ocorrem porque os joelhos estão posicionados para dentro (joelho valgo), porque as pessoas pisam mais com a parte interna dos pés (marcha com pronação excessiva) ou porque as pessoas ao andar, agachar, subir ou descer escadas,  posicionam o joelho para dentro (valgismo funcional dos joelhos).

Gelo e anti-inflamatórios são bastante utilizados na fase inicial desta lesão, porém, devemos ter cuidado com o uso regular e excessivo destes medicamentos, pois eles mascaram os sintomas. Este mascaramento dos sintomas pode trazer prejuízos irremediáveis, pois as pessoas continuam realizando as atividades sem sentir dores e sem saber a gravidade dos problemas que poderão ocorrer futuramente no joelho, como as artroses.

Dependendo do grau de artrose, serão necessárias as cirurgias. E na grande maioria das vezes estas cirurgias são bastante traumáticas e com uma recuperação muito lenta.

Portanto, se você é um daqueles que sentem dores no joelho, sem precisar um momento específico que possa ter ocasionado esta lesão, se você é dos que sentem dor ao subir e descer escadas, aclives, declives, ao agachar ou permanecer assentado, procure especialistas como ortopedistas e principalmente fisioterapeutas que deverão realizar um tratamento para corrigir estes desalinhamentos patelares.

468 ad