Em busca de um lugar no mercado dos SUV

O T5 atrai olhares e todos querem saber qual é o modelo. Muitos perguntam se é algum coreano da Hyundai, afinal em muito o JAC lembra o Creta, modelo recém-lançado pela marca. Mas, as semelhanças são uma mera coincidência, afinal o J5 possui estilo próprio com faróis que utilizam luzes diurnas, grade dianteira no estilo bocão, com destaque para o símbolo da marca ao centro.

Nas laterais, o T5 possui moldura nas caixas de rodas que se estendem por todo o carro e terminam no para-choque traseiro, sem pintura, onde também estão localizadas as luzes de neblina e de marcha ré. Na tampa traseira, com placa fixada no centro, o logotipo CVT, transmissão continuamente variável, está localizado no lado direito da peça.

carro, T5

Por dentro, o T5 exagera no uso de plásticos, mas a montadora chinesa mostra evolução ao utilizar materiais agradáveis ao toque e peças bem encaixadas, sem ‘rebabas’. A central multimídia está localizada no centro do painel e exagera nas animações e cores, além disso é pouco intuitiva, mas completa.

No volante estão localizados os comandos do rádio e do telefone. Os bancos de couro são opcionais, mas possuem encostos de cabeça e cinto de três pontos para todos os ocupantes do T5. No banco traseiro, há espaço para cinco adultos com conforto e o túnel central é baixo, não incomoda. O T5 possui Isofix para colocar as cadeirinhas de bebês, mas o ar condicionado não é dual zone.

No dia a dia, o câmbio CVT, que já responde por 65% das vendas da marca, com seis posições de marchas pré-definidas, ajuda o motor a ter melhor desempenho. Além disso, a caixa conta com trocas manuais na alavanca com opção “S” de Sport e tecla “win”, utilizada em pisos escorregadios. O propulsor é o mesmo Green Jet flex 1.5 litro com 16 válculas, 125/127 cv e torque de 15,5/15,7 mkgf, com gasolina e álcool, utilizado nos modelos J3 e J5.

Se o SUV da JAC não empolga no desempenho, o carro é econômico fazendo 8,6 km/l na cidade e 11,4 km/l na estrada. Mesmo assim, o T5 merecia um motor mais forte. Na lista de equipamentos de série, o T5 ainda conta com assistente de partida em rampas, controles de tração e de estabilidade.

A suspensão, de eixo de torção na traseira, é firme e garante a estabilidade mesmo quando a direção elétrica se mostra macia demais. O T5 ainda utiliza rodas de liga leve com 16 polegadas calçadas com pneus 205/55 e o porta-malas possui capacidade para 600 litros de bagagem. A montadora chinesa oferece seis anos de garantia.

Ficha técnica
Motor
Posição – transversal
Cilindros – 4 em linha
Material do bloco/cabeçote – alumínio
Comando de válvulas – duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro – 4, variação de tempo
Diâmetro e curso – 75 x 84,8 mm
Cilindrada – 1.499 cm³
Taxa de compressão – 10:1
Alimentação – injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) – 125/127 cv a 6.000 rpm
Torque máximo (gas./álc.) – 15,5/15,7 m.kgf a 4.000 rpm
Potência específica (gas./álc.) – 83,4/84,7 cv/l

motor, T5

Transmissão
Tipo de caixa e marchas – automática de variação contínua, emulação de 6 marchas.

Freios
Dianteiros – a disco ventilado (ø ND)
Traseiros – a disco (ø ND)

Rodas
Dimensões – 16 pol
Pneus – 205/55 R 16 V
Preço do carro (avaliado): R$ 73.490

painel, T5
468 ad