Ensaio à Bélgica

A UFMG vai sediar de 4 a 7 de outubro a Conferência Internacional Sul-americana: Territorialidades e Humanidades, preparatória da Conferência Mundial de Humanidades, que será realizada em 2017, em Liège, Bélgica. O evento global visa a refundar as Ciências Humanas, aprofundando a dimensão transdisciplinar da pesquisa para atender às necessidades da Humanidade no século 21.

Entre as presenças o destaque é da geógrafa americana Susanna Hecht, professora de Planejamento Urbano na Universidade de Los Angeles (Califórnia) que fará a conferência de abertura na terça-feira, às 9h30 com o tema “Histórias do futuro: considerações atmosféricas e planetárias em globalização”. Susanna tem mais de 30 anos de estudos sobre América Latina e especialmente a região amazônica.

Geógrafa americana Susanna Hecht é especialista em América Latina e Amazônia
Geógrafa americana Susanna Hecht é especialista em América Latina e Amazônia

Realizado no Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas, campus Pampulha, o evento terá conferências plenárias e mesas-redondas, com participação de especialistas brasileiros e estrangeiros como Lupicinio Iñiguez da Universidad Autonoma de Barcelona e Movimento Open Acces; Hebe de Bonafini, integrante da Madres de La Plaza de Mayo – Universidad Popular; João Pedro Stedile, líder do MST, Joceli Andrioli do Movimento dos Atingidos por Barragens; Leonardo Péricles, do Movimento de Lutas nos Bairros, Vilas e Favelas; Luciano Mendes Faria Filho, Priscila Brandão e Cláudio Beato, professores da UFMG; Maná Kaxinawá – Povo Kaxinawá; Maria Rita Casagrande – Blogueiras Negras; OchyCuriel da Universidad Nacional de Colombia, Rosalind Hackett da Universidade do Tennessee; Sérgio Adorno, da FFLCH-USP; Verônica Santana d Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste – Marcha das Margaridas, entre outros.

A programação completa está em http://www.ufmg.br/humanidades

A conferência de Belo Horizonte integra as comemorações pelos 90 anos da UFMG e se insere no âmbito do Ano Internacional do Entendimento Global, que põe em discussão as dimensões internacional, nacional e regional da globalização.

A Conferência Mundial das Humanidades terá como tema ‘Desafios e responsabilidades para um planeta em transição’, e é uma iniciativa da Unesco e do Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanas.

Na visão da vice-reitora Sandra Goulart Almeida, é preciso refletir sobre o relevante papel das ciências humanas e sociais, “em um mundo em franca transição, marcado por fluxos migratórios, reorganização de territórios, dilemas identitários e impasses ambientais, por meio de uma perspectiva cada vez mais transdisciplinar. É essa a abordagem que o evento, que ocorre em várias regiões do mundo, terá no encontro a ser realizado na UFMG”.

Sandra Almeida acrescenta que é oportunidade única poder sediar esse encontro preparatório e que os pesquisadores da UFMG, em áreas como ciências sociais, ciência política, comunicação e artes, têm muito a contribuir para o debate, “que visa reposicionar o pensamento crítico e as ações transversais no campo das humanidades, em constante diálogo com outras áreas do conhecimento”.

(Agência UFMG)

468 ad