Hora de mudar!

Ser utópico, idealizar projetos e mudanças que repercutam no âmbito social é necessário ao ser humano. Exigir uma melhor condição de vida para si deve passar pela esfera do social. O que é bom para mim também deve ser bom para o outro. A nossa exigência de melhora da qualidade de vida deve passar pelo cunho social.

Neste momento crítico no qual se discute o futuro do país, como no caso da mudança das regras da Previdência Social, é hora de rever muitas outras coisas e ter a serenidade para rever o curso e o caminho que queremos para o futuro.

Sim, sinto que as coisas pararam, a roda da história brasileira emperrou. Vivemos uma crise, e, talvez. seja melhor assim: parar, respirar e pensar! Com o que temos não dá mais! É indignante sermos representados por uma política suja feita por sujeitos no mínimo inescrupulosos.

Mas também é hora de rever nossos próprios conceitos. O problema não se deve somente à inoperância governamental, mas também devido às nossas falhas pessoais!

Independentemente, e, sobretudo, acima de nossas convicções, está a saúde da nossa sociedade. Pontos fundamentais que alicerçam o bom funcionamento de todo sistema social devem ser revistos: segurança, saúde, educação, transporte, cultura, lazer, esportes, meio ambiente, entre outros, devem se harmonizar para se construir uma sociedade melhor!

Definitivamente não está legal, a perspectiva não é boa, as pessoas em geral não estão felizes. Muito pelo contrário, estão inseguras e sem perspectiva de um futuro melhor.

Quando eu aqui neste espaço do Viva Pampulha tenho a liberdade de me expressar sobre a Educação Física não posso me calar e ficar alheio quanto às perspectivas de um país e seu projeto com a Educação.

Os esportes, a Educação Física na escola merecem um futuro melhor, mais digno. Mas este setor só estará melhor quando a saúde do sistema social estiver em bom estado. Caso contrário, ficarei aqui sempre a escrever utopias, em um país infértil, sem futuro.

Quero escrever sobre projetos esportivos que aconteçam de forma maciça, sobre uma Educação Física escolar de qualidade, de um esporte de inclusão, de conquistas brasileiras no mundo do desporto…

468 ad