Maluquinho na área

Ex-aluno da Faculdade de Direito da UFMG, o escritor e cartunista Ziraldo será homenageado pela Unidade nesta segunda-feira (3). A cerimônia, que ocorrerá no auditório Máximo Alberto Deodato, às 15h, marcará o início das comemorações dos 125 anos da Faculdade de Direito.

Ziraldo graduou-se na instituição em 1957. Na celebração, ele vai reencontrar colegas e contar histórias da época de estudante. Mineiro de Caratinga, Ziraldo já atuou como cartunista, desenhista, escritor, jornalista, cronista, chargista, pintor e dramaturgo. Em 1954, trabalhou no jornal Folha de Minas e, em 1957, na revista O Cruzeiro, publicação de grande prestígio na época.

Em 1960, lançou a revista em quadrinhos A Turma do Pererê, a primeira desenhada por um só autor e pioneira no uso de cores no Brasil. Em 1963, ingressou no Jornal do Brasil. Em 1969, participou da fundação do semanário O Pasquim, da qual participavam diversos opositores do regime militar, como os cartunistas Jaguar e Henfil.

Em 1969, Ziraldo lançou seu primeiro livro infantil, Flicts. Em 1980, publicou O menino maluquinho, um dos maiores fenômenos editoriais no Brasil. O livro foi adaptado para o teatro, televisão, quadrinhos, videogames e cinema.

As obras de Ziraldo já foram traduzidas para diversos idiomas e publicadas em revistas conhecidas internacionalmente, como Private Eye (Inglaterra), Plexus (França) e Mad (EUA).

O cartunista mineiro Ziraldo em seu estúdio, no Rio de Janeiro
O cartunista mineiro Ziraldo em seu estúdio, no Rio de Janeiro

Prosa, verso e poesia

A homenagem a Ziraldo está inserida no programa Direito a prosa verso poesia & cia. A iniciativa pretende resgatar a memória e buscar a inovação a partir da expressão dos ex-alunos ilustres da Faculdade de Direito, abrindo espaço de diálogo e de encontro para criação, entretenimento, expressão artística e literária.

Entre os objetivos da proposta está a concepção de uma agenda anual de eventos. “A intenção é promover oito atividades no prazo de um ano, como saraus de poesia, hora do conto, hora do discurso, palestras, homenagens, lançamento de livros, hora das letras e papo jurídico com a comunidade externa”, explica Andréa de Paula Martins, coordenadora do Projeto e da biblioteca da Faculdade.

Medalha de Honra

No mesmo dia, Ziraldo e outras 14 personalidades receberão a Medalha de Honra da UFMG das mãos do reitor Jaime Ramírez. Outra homenageada é a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia Antunes Rocha, também ex-aluna da Faculdade de Direito.

(Agência UFMG)

468 ad