Metallica, setentões e Sampa!

Já começou a contagem regressiva para o lançamento do décimo álbum do Metallica, “Hardwired… To Self-Destruct”. O grande dia é 18 de novembro, mas o grupo já antecipou três músicas na rede (veja os três vídeos ao longo deste post) e os nomes das faixas, a seguir.

Disco 1:
Hardwired
Atlas, Rise!
Now That We’re Dead
Moth Into Flame
Am I Savage?
Halo On Fire

Capa do décimo álbum do Metallica
Capa do décimo álbum do Metallica

Disco 2:
Confusion
Dream No More
ManUNkind
Here Comes Revenge
Murder One
Spit Out The Bone

Uma audição única das três músicas antecipadas para degustação foi suficiente para ficar claro que os caras resolveram beber de fato na fonte do Metallica dos velhos tempos. Nada de manha pop em excesso, nada de maluquices como “Lulu” nem tiros errados como vistos em álbuns como Load, Reload e posteriores.

O Metallica que a Moloko sente nesse novo álbum é o mesmo de “And Justice For All…” e “Ride The Lightning. Concordam?

Nota-se o peso, as pegadas, os riffs do bom  e velho trash. A estrutura das músicas parece seguir a velha fórmula, numa mescla da primeira fase.

Essa retomada dos velhos tempos, aliás, já suscita uma pergunta: até quando os caras vão conseguir segurar a peteca ao vivo nessa toada. Afinal, o rojão no palco não é mole com um set list tão visceral e furioso, considerando também as inúmeras variações rítmicas e o esforço físico que as apresentações exigem.

Foi justamente esse o tema de uma conversa do Metallica com a Billboard. E os caras disseram que, diferentemente de outros grupos que vão até o fim da linha, com os integrantes na casa dos 70 anos, eles não se veem no palco setentões, mandando ver com repertórios clássicos.

O baterista Lars Ulrich, de 52 anos, afirma não ter certeza quer executar os hits trash do grupo com idade de um aposentado.

“Se vamos ser capazes de tocar Master Of Puppets aos 70 anos de idade, eu não sei. Com o Metallica, há um aspecto físico e um peso que têm de ser parte dela”, pondera ele.

“Você pode tocar menos pesado, mais lento – ou você pode perceber que a música merece essa abordagem física, e se a entrega física não está lá, então talvez seja melhor não fazê-lo”, admite Lars.

O líder James Hetfield, 53, acrescenta que se recusa a tingir o cabelo ou envelhecer vergonhosamente, insistindo que o Metallica não tenta esconder sua idade.

“As pessoas querem que você pareça jovem, mas não vamos tingir os cabelos e toda essa merda. Respeitamos nossa idade – não estamos tentando escondê-la.”

E São Paulo que se prepare. A cidade é a única do país, por ora, incluída na turnê do novo álbum. Confira o original em inglês:

Tour Metallica 2016-17:
Nov 05: San Jose Estadio Nacional, Costa Rica
Jan 11: Seoul Gocheok Sky Dome, South Korea
Jan 20: Hong Kong AsiaWorld-Expo, China
Jan 22: Singapore Indoor Stadium, Singapore
Feb 03: Copenhagen Royal Arena, Denmark
Feb 05: Copenhagen Royal Arena, Denmark
Feb 07: Copenhagen Royal Arena, Denmark
Feb 09: Copenhagen Royal Arena, Denmark
Mar 25-26: Sao Paulo Interlagos Racetrack, Brazil
Mar 31,-Apr 01: Buenos Aires Hippodrome San Isidro, Argentina
Apr 01-02: Santiago Parque O’Higgins, Chile

468 ad