Nasce o Classe X

Criada em 1924, a Mercedes-Benz nunca havia feito uma picape. O mais próximo que chegou disso foi com os SUs ou o classe G. Mas, em breve essa história terá um novo rumo, pois, a marca da estrela de três pontas apresentou em Estocolmo, Suécia, os protótipos batizados como  Stylish Explorer (modelo branco) e Powerful Adventurer (modelo verde).

Os estudos trazem dois perfis para a novidade da Mercedes: o primeiro com aparência premium e pegada esportiva, e o segundo com pegada off-road e aspecto mais robusto.

A plataforma utilizada para construir a picape será a mesma da Nissan Frontier/Renault Alaskan, mas, segundo o chefe mundial do grupo Daimler, Dieter Zetsche, o objetivo da classe X é que a picape seja uma referência no segmento das picapes médias.

O acabamento interior do carro segue o padrão da Mercedes, incluindo detalhes metálicos no painel, costuras em couro e revestimentos de materiais nobres. O único componente compartilhado com a Frontier e a Renault Alaskan é a tradicional alavanca do freio de estacionamento. As saídas de ar circulares, quatro em posição central, assim como a tela multimídia no alto do painel estão nos protótipos.

Algumas especulações começaram. Por exemplo, um motor V6 turbodiesel estará sob o capô das versões top de linha. A picape terá tração integral AWD e terá a capacidade de carga de 1,1 tonelada, além de rebocar até 3,5 toneladas.

Para as versões mais simples, a marca disponibilizará a tração traseira e câmbio manual de seis velocidades. Os motores serão a gasolina e a diesel, ambos de 4 cilindros. Os veículos destinados a Europa, África e Austrália será produzidos, a partir do final de 2017, em Barcelona, Espanha, e os destinados ao Brasil e países sul-americanos sairão da fábrica da Renault em Córdoba, Argentina, a partir de 2018.

468 ad