O membro fantasma

Após a Olimpíada Rio 2016, a Cidade Maravilhosa recebe no momento a Paralimpíada, principal competição paradesportiva do mundo. São vários os para-atletas que mostram histórias de superação; entre eles, os amputados.

Você sabia que muitos deles ainda sentem as pernas e muitos sofrem com dor? Esse fenômeno é conhecido como membro fantasma e ocorre quando pessoas que tenham um membro amputado continuam a experimentar sensações como se ainda o tivessem.

As causas do membro fantasma são indeterminadas. O que se sabe é que ela é uma síndrome baseada em fatores fisiológicos e psíquicos. Ela ocorre de formas e intensidades variáveis e pode durar um curto período até a vida inteira do paciente.

O membro fantasma é considerado fisiológico e não requer tratamento a não ser quando associado a sensações desagradáveis como a dor.

A dor do membro fantasma felizmente é muito menos comum. Ela é uma sensação dolorosa referente ao membro perdido, ou parte dele, que pode se apresentar de diversas formas tais como ardor, aperto, compressão ou até mesmo uma dor intensa e frequente.

A dor normalmente está presente na primeira semana após amputação, mas ela pode aparecer após meses ou até vários anos, estando localizada principalmente na parte distal do membro fantasma. A duração e a intensidade da dor fantasma variam de acordo com cada indivíduo, entretanto, a dor severa persiste em apenas uma pequena fração dos amputados.

Existem terapias e medicamentos que são utilizados para a redução da dor, porém não tem se mostrado eficazes para a cura da dor e de suas sensações. Desse modo, como não existe, ainda, uma cura para o fenômeno das sensações fantasmas, muitos indivíduos precisam se adaptar a essa situação.

468 ad