O pH como variável importante na avaliação da qualidade da água

Como mencionado anteriormente, o pH é uma das características da água que descrevem sua qualidade. Apesar de muitas pessoas já terem ouvido falar dessa variável, nem todos sabem como ela se relaciona à qualidade da água.

O pH geralmente apresenta valores entre 0 e 14. Em relação à qualidade da água, o pH é a variável que descreve se ela está mais ácida (pH abaixo de 7), neutra (pH igual a 7) ou alcalina (pH maior que 7). Os seres vivos, de maneira geral, são mais adaptados ao pH neutro ou próximo do neutro.

Além do efeito do pH em si sobre os organismos, ele pode promover um aumento do efeito tóxico de outras variáveis ou substâncias, como amônia e certos metais pesados.

Assim, o pH é uma variável relacionada à sobrevivência de muitos organismos e deve-se ficar atento aos seus valores nos corpos de água. A legislação brasileira estabelece que, para a proteção da vida aquática, o pH deve se encontrar entre 6 e 9.

Os valores de pH fora da faixa mencionada são prejudiciais não apenas ao meio ambiente. O pH mais ácido ou mais alcalino é responsável por corrosão ou entupimento em tubulações, o que pode ser muito prejudicial ao tratamento e distribuição de água para abastecimento doméstico ou industrial.

É muito importante acompanhar os valores do pH da água por que essa variável é fortemente afetada pela poluição. Isso auxilia na percepção de mudanças e na tomada de medidas para minimizar os problemas decorrentes da poluição.

Em ambientes que recebem carga de poluição atmosférica, as chuvas tendem a tornarem-se mais ácidas, o que resulta em corpos de água acidificados. Por outro lado, também há cargas de poluentes de pH mais alcalino, dependendo da atividade industrial.

Mais especificamente no caso da Lagoa da Pampulha, os próprios micróbios (microrganismos), que crescem abundantemente em consequência da poluição, modificam as condições de pH. Os micróbios verdes que crescem mais perto da superfície tornam o pH alcalino, enquanto que as bactérias que crescem no fundo tornam o pH ácido nessa região.

Assim, podemos notar que tanto o pH da água afeta as espécies que irão sobreviver na Lagoa, quanto certas espécies podem influenciar fortemente os valores do pH da água.

Conforme mencionado, o monitoramento e acompanhamento de mudanças nos valores de pH é fundamental para a conservação de ambientes aquáticos. Além se ser possível usar de estratégias para fazer a correção (ajuste) do pH em ambientes naturais, também é feito esse ajuste nos casos de captação e uso da água para abastecimento doméstico e industrial.

468 ad