O que é overtraining

Com a chegada do verão, muitas pessoas se matam de tanto fazer atividade física tentando correr atrás do tempo perdido e acabam exagerando na quantidade de exercícios. Para piorar a situação, ainda diminuem a ingestão calórica sem orientação de um nutricionista, esperando perder uns quilinhos em pouco tempo.

Esse excesso de treinamento pode gerar uma síndrome chama overtraining.
O overtraining é caracterizado como um excesso de treinamento, do qual o corpo humano não consegue se recuperar. As consequências vão além da ordem muscular, passando por problemas nas articulações e resultam em malefícios no sistema imunológico do indivíduo.

É muito importante fazer uma avaliação física antes de iniciar qualquer atividade física, e montar um treino seguro e eficiente de acordo com o seu nível de condicionamento físico. Além disso, a ajuda de um nutricionista é fundamental, pois o substrato energético vindo da nossa alimentação é um poderoso aliado na recuperação do nosso organismo.

Sintomas do overtraining:
Perda de apetite;
Perda de peso;
Insônia;
Cansaço, sensação de fadiga crônica;
Irritabilidade;
Ansiedade;
Depressão;
Agressividade;
Pequenas lesões;
Resfriados constantes;
Dores de cabeça;
Perda no rendimento, com diminuição de força e resistência;
Impedimento do crescimento muscular;
Disfunções hormonais;
Elevação significativa da frequência cardíaca, mesmo em repouso.

Caso seja diagnosticada a síndrome do overtraining, o descanso é essencial. Para alguns, interromper os treinos é muito difícil, mas se faz necessária a pausa de aproximadamente uma a duas semanas para que o corpo se recupere por completo. Isso depende do grau de estresse em que o praticante se encontra, pois o overtraining pode ser leve, moderado ou severo.

Procure sempre orientação e lembre-se de que nada em excesso faz bem!

468 ad