Para que servem as juntas?

Um dos grandes problemas do superaquecimento do motor é “queimar as juntas”. Mas, o que são essas peças? Para que servem? Onde estão?

Todo propulsor possui várias partes interligadas. Por exemplo, o cárter, parte mais baixa, é ligado ao bloco do motor e este se conecta com o cabeçote, “parte do meio”. Por último, o cabeçote é ligado à tampa de válvulas, “parte superior”.

Mas essas peças não são apenas interligadas. É preciso que tenha um espaço para elas dilatarem com o calor e, principalmente, para que os diversos líquidos que estão dentro do motor não se misturem. Então, entre as partes do motor existem as juntas, peças responsáveis pela circulação de gases, combustível, lubrificantes e líquidos de refrigeração, sem que os fluidos se misturem, e pela vedação do propulsor.

A junta mais conhecida está no cabeçote, responsável por vedar os cilindros e o cabeçote. Caso a peça queime, ocorrerão sérios danos ao motor e, principalmente, no bolso do proprietário.

As juntas utilizadas no cárter e tampa de válvulas têm a função de vedar as peças nas quais circula óleo. Para prevenir problema nas juntas, fique atento ao marcador de temperatura do motor no painel e/ou na luz espia. Se o ponteiro começar a subir demais, passar da metade da marcação, ou a luz acender, pare o veículo imediatamente.

Alguns modelos são equipados apenas com a luz espia, um alerta que se acende quando o motor já ferveu, caso dos motores Rocam, da Ford.

Confira, a seguir, algumas dicas de como cuidar das juntas utilizadas no motor.

• Sumiço de líquidos
Níveis baixos de água e óleo podem sinalizar vazamentos

• Superaquecimento
Motor com temperatura muito alta indica que há problemas

• Falta de aditivo na água do radiador
Verifique sempre os fluidos, pois, a falta de fluidos pode acarretar em superaquecimento

• Conserto
Se houver qualquer falha no sistema, faça uma revisão de todas as peças

juntas
juntas
468 ad