Pílulas Sonoras

O percussionista e membro-fundador do grupo de música instrumental Uakti, Paulo Santos, vai apresentar seu novo trabalho nesta sexta-feira (18), às 12h, no Zás. O músico sobe ao palco do Teatro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em carreira solo, após integrar o Uakti por 37 anos.

No espetáculo Pílulas Sonoras, Paulo Santos traz instrumentos inusitados, que produzem sonoridades pouco comuns. Eles foram desenvolvidos com materiais como PVC, bambu, metal, madeira e vidro. Além disso, o percussionista vai utilizar o erhu, também chamado de “violino chinês”, que possui duas cordas e é tocado com um arco, além da trilobita, que é formada por dez tubos de PVC de tamanhos variados.

O show é dirigido por Éder Santos e apresenta poesias de Vera Casanova, além de contar com a participação de Glauco Mendes e Monica Ribeiro. Neste ano, Paulo Santos lançou, com a banda paulistana Hurtmold, o CD de música instrumental Curado. O trabalho é o sétimo álbum da discografia do Hurtmold e o primeiro projeto de Paulo em estúdio desde o fim do Uakti, em 2015. O músico foi integrante do grupo desde sua criação, em 1978.

Zás

O ingresso custa R$ 1, pago pelo patrocinador.  O Teatro da Assembleia fica à Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, em Belo Horizonte.

O músico Paulo Campos vai utilizar o chamado “violino chinês"
O músico Paulo Campos vai utilizar o chamado “violino chinês"

O programa Zás da Assembleia de Minas oferece espetáculos de música, teatro, dança, entre outras manifestações artísticas, sempre às sextas-feiras, ao meio-dia.

A iniciativa integra o Assembleia Cultural, programa que marca a atuação da ALMG na promoção das expressões artísticas e no reconhecimento e valorização da cultura mineira.

Notícias ALMG

468 ad