Presente de Natal

Lançado em 2018, o livro “Chico Duro, o craque” está disponível para venda em Governador Valadares, Belo Horizonte e também por via postal.

“É uma ótima opção de presente de Natal para os valadarenses ou mesmo para quem quer conhecer parte da história de Valadares ou gosta de futebol”, afirma o autor do livro, Marcelo Machado, lembrando que a obra traz uma contextualização histórica sobre a cidade e o Vale do Rio Doce. 

Um novo lote de exemplares já está disponível na Academia Ponto de Equilíbrio (Rua Belo Horizonte, 680, Centro – Telefone: 33 – 3271-1711), em Governador Valadares. Para adquirir o livro em Belo Horizonte ou via postal, basta entrar em contato com o autor pelo telefone (31) 9.9989-1971.  

“Chico Duro, o craque” traz a história de um homem comum do interior de Minas cuja trajetória é marcada por nomes como Getúlio Vargas, JK, Garrincha, Pelé, Castilho, Procópio, Dalva de Oliveira, Elis Regina, Gonzaguinha, Agnaldo Timóteo e outras personalidades.

Nacionalmente anônimo, Chico Duro marcou época no futebol dos anos 50/60 em Governador Valadares, participando de um feito estadual do Ilusão Esporte Clube e de célebres jogos por Pastoril e Democrata contra clubes como Atlético, Vasco, Fluminense e Bahia, entre outros.

Chico Duro, ao centro, segura o troféu de campeão mineiro do interior de futebol de salão, em 1960, pelo Ilusão
Chico Duro, ao centro, segura o troféu de campeão mineiro do interior de futebol de salão, em 1960, pelo Ilusão

 “O Chico era melhor que Pelé”, exagera Vicente, um ex-companheiro dos tempos de Ilusão e Democrata. “Quem é Pelé?”, provoca Julio Tostes, outro fã do craque valadarense. “Jogava como o Ronaldo (Fenômeno)”, assegura Dorcelino, um pintor de paredes que não perdia um jogo sequer de Chico.

Chico, porém, disse não ao futebol. Recusou proposta do Bahia e do próprio Atlético. Antes, não topara fazer parte do juvenil do Cruzeiro. Isso após marcar um gol de bicicleta durante um treino avulso pela equipe, no Barro Preto.

 Com 224 páginas, 32 capítulos e galeria de fotos, o livro tem uma contextualização histórica que garante à obra o papel de contribuir para a preservação da memória de Valadares e região, com um resgate de fatos que marcaram a economia, a política, o esporte e a cultura valadarense nos anos 40, 50 e 60.

Sobre o autor
Jornalista, com pós-graduação em comunicação empresarial pelo UNI-BH e em marketing político pela UFMG, Marcelo Machado, de 46 anos, já trabalhou por veículos como Globoesporte.com, LANCE!, Diário do Rio Doce, Rede Minas, O Tempo, A TARDE (BA), Hoje em Dia, entre outros.

Atualmente, é gerente de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer da Prefeitura de Belo Horizonte.

Com este livro, ele faz a estreia como escritor. Ama música, cinema e literatura. É casado com a jornalista Izabela Machado. É pai de Hannah e dos gêmeos Arthur e Pedro.

Chico Duro e Pelé durante encontro em Valadares, em 1991
Chico Duro e Pelé durante encontro em Valadares, em 1991
468 ad