Projeto verão ou projeto para toda a vida?

Nesta época do ano, as temperaturas já começam a subir, e muitas pessoas logo vão aderindo às dietas mirabolantes e ao “intensivão” da academia. Tudo isso em busca do corpo dos sonhos para o período mais quente do ano. É o chamado “projeto verão.”

Conhece essa história? Mas, por que se sacrificar durante um mês, sendo que é possível levar uma vida saudável e com beleza ao longo do ano? A verdade é que o tal projeto verão deveria mesmo ser conquistado diariamente, com bons hábitos alimentares, prática constante de atividade física e cuidado com o bem-estar emocional. É um projeto para a vida.

Sim, eu sei, parece que dá trabalho. Mas o projeto verão pode servir de motivação para você procurar um médico capacitado que vai te ajudar a tornar essa tarefa mais fácil.

Nosso comportamento molda nossas vontades. Se, em um primeiro momento, mudar hábitos alimentares pode ser sofrível, ao final de um mês, você já estará se sentindo melhor com relação a isso e com motivação para continuar.

Escolhas inteligentes
Fazer trocas inteligentes, escolhendo “alimentos do bem”, é uma forma de deixar as refeições saudáveis e saborosas. Que tal trocar o arroz branco pelo integral? E escolher frutas no lugar dos doces açucarados e tóxicos para o organismo? Será que não daria para substituir o biscoito recheado do dia a dia por um lanchinho com iogurte?

Para te animar: O paladar se adapta com o tempo, e é por isso que essas mudanças tornam-se hábitos!

E, em vez de comer à noite tudo, alimente-se adequadamente ao longo do dia. Faça pequenos lanchinhos saudáveis entre uma refeição e outra, para não ficar “morrendo de fome” ao chegar em casa. Já falei sobre a síndrome do comer noturno, então, é possível contornar isso!

No caso da atividade física, aquela falta de tempo – ou até preguiça mesmo – impede muitas pessoas de manter uma rotina regular. Mas, se você tem tempo para se exercitar em nome do projeto verão, consegue, sim, encaixar a prática no seu dia a dia. Basta fazer um planejamento, incluir a atividade nele, e mexer o corpo sempre que possível: suba escadas, caminhe até seu destino, se possível.

Caso contrário, o corpo irá nos cobrar no futuro. A atividade física é fundamental na prevenção de doenças degenerativas (doenças do coração, hipertensão, diabetes, Alzheimer, entre outras), inclusive câncer. Mas isso não se conquista com poucos dias de malhação pesada, alternada com meses de sedentarismo.

Mente saudável
Agora, e o bem-estar mental? Essa conquista exige tudo o que mencionamos acima.

A mente que se alimenta bem e se mantém ativa trabalha melhor. A prática de atividade física favorece a liberação de neurotransmissores ligados à sensação de prazer. Ou seja, pode ser “penoso” começar a mexer o corpo, mas ele te agradece em seguida.

Já uma alimentação adequada, além de fazer bem para o cérebro, cuida de nosso intestino, chamado de “segundo cérebro”, por ser responsável por mais de 90% da produção de serotonina (neurotransmissor do bem-estar). Os alimentos probióticos são grandes aliados nessa hora.

Acrescente a tudo isso o convívio com quem você ama. Agora, só tem como esse projeto de vida dar certo, e você irá esbanjar saúde e beleza ao longo de todo o ano. Não será somente um projeto verão.

468 ad