Prótese de quadril: quando chegou o momento?

Uma das dúvidas mais frequentes que ouço dos meus pacientes acerca da prótese de quadril é sobre o momento ideal para se realizar a cirurgia. Primeiramente vou explicar do que se trata o procedimento e, assim, compreenderemos o porque da necessidade dele.

A prótese de quadril é composta, basicamente, por três componentes: o acetabular, que se encaixa na bacia; o femoral, que se encaixa no fêmur (osso da coxa); e o componente linage, que atua entre a cabeça do componente femoral e o acetabular para permitir movimentos na articulação com mínimo atrito possível.

Quanto à fixação desses componentes ao osso, a prótese pode ser cimentada, fixa aos ossos por meio de cimento ortopédico, ou não cimentada – esta última tem como fixação a pressão exercida ao se colocar diretamente os componentes no osso ou até mesmo por meio de parafusos no caso dos componentes acetabulares.

Quando o paciente queixa-se de dor intensa no quadril e um quadro de artrose (doença degenerativa) é diagnosticado, chega-se o momento de se pensar na cirurgia; contudo, cabe ao paciente decidir se realizará o procedimento após as informações repassadas pelo médico, pois a prótese do quadril, apesar de ter sido eleita a cirurgia do século, tem seus riscos como qualquer outra cirurgia de grande porte.

O ortopedista atua nesse momento como consultor e discorre sobre os materiais a serem utilizados, o tempo cirúrgico, os riscos do procedimento, o hospital onde será realizado, o tipo de anestesia e outras dúvidas que o paciente possa vir a ter.

Um detalhe muito importante deve sempre ser levado em consideração: a prótese de quadril é uma cirurgia extremamente dependente da habilidade do cirurgião e, como uma obra de arte, os cortes e posicionamento dos componentes são todos feitos a mão livre. Dessa forma, a busca por subespecialistas em cirurgia do quadril é imperativa! Até porque, se algo sair do “script”, o cirurgião deve estar apto tecnicamente para agir.

Segue aqui o link do G.E.P.A.F. ( Grupo de Estudos em Pelve, Acetábulo e Fêmur) da Santa Casa de Belo Horizonte, do qual faço parte, para esclarecimentos técnicos sobre o assunto e onde perguntas acerca dessa cirurgia poderão ser respondidas por especialistas.

No mais pessoal, corpo são, mente sã e vida que segue!

468 ad