Qualidade chinesa

Desde 2000, está caindo o número de proprietários que reclamam da qualidade dos veículos chineses, segundo dados da empresa de consultoria J.D. A Power. Quando comparados com marcas como a Audi, Hyundai, Kia, Lexus e Porsche, as marcas asiáticas melhoraram em relação às suas rivais mundiais em três das oito categorias de qualidade pesquisadas, como revela a pesquisa realizada pela empresa de consultoria.

Os principais destaques na melhoria da qualidade ficaram em três categorias: interior, controles e displays, que agrega infotainment, que nada mais é que a internet e outros equipamentos eletrônicos no interior do veículo. Além disso, a diferença entre os clientes pesquisados que possuem marcas chinesas e globais, em média, caiu de 14 problemas, em 2016, para 13 problemas, em 2017, para cada 100 veículos vendidos.

A melhora na qualidade dos veículos chineses está sendo reconhecida mundialmente, conforme relata Jacob George, chefe das operações asiáticas da J.D. Power. “Os chineses estão alcançando marcas internacionais que são referência nesse quesito”, disse Jacob.

China, carro

CAOA CAOA CHERY
As fabricantes chinesas que mais se destacaram são a Great Wall, referência em carros chineses premium; a Geely, dona da Volvo e da Lotus; a SAIC, uma das fabricantes mais importantes da China; a Brilliance, que promete motorização elétrica com autonomia de 580 quilômetros; além da Chery, uma das marcas chinesas que mais evoluíram nos últimos anos e que tem demonstrado verdadeira obsessão por ganhar identidade própria e que recentemente se associou ao grupo brasileiro CAOA, formando a CAOA Chery, que investirá até US$ 2 bilhões nos próximos cinco anos no Brasil, que será usado como base de exportação para toda a América Latina, a partir das unidades do grupo em Anápolis (GO) e Jacareí (SP), onde ficava a antiga fábrica da Chery.

“A China está migrando de manufatureira para desenvolvedora de tecnologias e marcas próprias. A visão da Chery é buscar cooperações internacionais e parcerias para crescer e ganhar competitividade global, e o Brasil é um país estratégico para alavancar tal crescimento”, diz trecho do comunicado divulgado no lançamento da marca.

468 ad