Renave estreia em maio

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou na semana passada a resolução que tem como objetivo facilitar a transferência de veículos através do Renave (Registro Nacional de Veículos em Estoque).

O novo dispositivo começa a vigorar a partir de maio e as transferências ocorrerão por meio eletrônico, e não mais por papel. Com o Renave, a concessionária se torna responsável pelo veículo assim que ele é entregue na loja. Dessa forma, a revenda fica obrigada a emitir uma nota fiscal eletrônica e cadastrar o veículo no Renave, e ele passa a fazer parte do estoque do estabelecimento.

Em caso de venda, o estabelecimento emite a nota e registra a saída do veículo do estoque, permitindo assim que o comprador faça a conclusão do processo de transferência do carro para o nome do proprietário final.

O novo sistema evita que as negociações deixem de ser declaradas à Receita Federal, já que o Renave estará diretamente ligado ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Departamentos de Trânsito (Detrans) e a Secretaria de Fazenda do Estados da Federação.

Com Renave,  monitoramento do comércio automotivo torna-se mais rigoroso
Com Renave, monitoramento do comércio automotivo torna-se mais rigoroso
468 ad