Tradição mineira

O Brasil tem 49 produtos com certificação com Indicação de Procedência ou Denominação de Origem. Oito deles são de Minas Gerais: alguns tipos de café, queijo, cachaça, biscoitos e artesanatos. São itens produzidos em uma região geográfica específica do país, que são certificados pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), a pedido de associações, sindicatos e cooperativas de produtores locais. O dado foi divulgado nesta quinta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É o caso dos vinhos tintos, brancos e espumantes produzidos no Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, que foram os primeiros a receber certificação com Indicação de Procedência no país, em 2002. Isso significa que apenas os vinhos produzidos nessa região gaúcha podem ostentar o título de vinho do Vale dos Vinhedos.

O caso mais recente de certificação foi o café verde, torrado e moído da Região de Pinhal, em São Paulo, em 19 de julho de 2016.

Entre os produtos certificados no país estão o vinho, café, carne, cachaça, uva, camarão, cajuína, calçados, queijo e até serviços de tecnologia de informação. Vinte estados têm produtos regionais com certificação. O Rio Grande do Sul lidera o ranking com dez produtos, seguido por Minas Gerais, com oito.

Veja abaixo a lista e o mapa dos certificados de Indicação de Procedência ou Denominação de Origem.

Lista

Agência Brasil

468 ad