Uma aventura animal

Que tal fazer uma visita mediada a recintos de animais no zoo da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH)? Ou, quem sabe, integrar uma incursão por uma trilha interpretativa? Você pode, também, participar de gincanas, atividades sensoriais e jogos educativos. Essas e outras atividades fazem parte da agenda do Serviço de Educação Ambiental (SEA) da Fundação.

Em 5 de junho passado, Dia Mundial do Meio Ambiente, a FZB-BH completou 26 anos. Com a finalidade de contribuir para a formação de cidadãos conscientes e uma sociedade em harmonia com a natureza, a instituição desenvolve serviços como o SEA.

O lema é agir hoje visando ao amanhã, já que, conforme explica o biólogo da FZB Humberto Mello, o trabalho educativo possibilita ao público o desenvolvimento de apreço, admiração, respeito, compreensão, cuidado e preocupação com a natureza: “A FZB, assim como outras instituições relacionadas, tem papel fundamental para a proteção da biodiversidade e para a preservação da fauna e flora ameaçadas de extinção, dentro dos quatro pilares de ação, que são a educação, lazer, pesquisa e conservação”.

Humberto afirma que a programação ambiental na FZB é diversificada e contempla o mais variado tipo de público, como famílias, alunos da educação infantil, do ensino médio e até de universidades. “Levamos ao conhecimento dos visitantes os cuidados que a instituição tem com o bem-estar de seus animais, o manejo, o cultivo e a importância das plantas de nossa coleção, fazendo-os entender nosso real papel na conservação da natureza”, detalha.

Teatro como educação ambiental na FZB: Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Guará
Teatro como educação ambiental na FZB: Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Guará

Para o professor do Centro Universitário UNI-BH, Júnio Damasceno de Souza, que recentemente acompanhou os alunos de duas turmas do curso de Ciências Biológicas aos bastidores de recintos da Fundação, a visita contribuiu para a formação dos alunos. “Ir a um lugar como esse é importante para acrescentar o conteúdo dado em sala, já que trabalhamos com a disciplina ‘Conservação e manejo de vida silvestre’“, justifica.

Júnio ressalta que é relevante para os alunos e futuros biólogos conhecerem mais de perto uma possível área de atuação profissional.

Técnicas e cuidados

Após as visitas, o professor fez questão de registrar a impressão dele. “Eu gostei, achei que atendeu às expectativas. A visita aos bastidores e áreas de manejo dos animais, onde podemos vê-los mais de perto, realmente é sensacional. O espaço da FZB é muito agradável. O curso foi elogiado pelos alunos. Espero que futuramente haja outros” conta.

Opinião partilhada pelo visitante Wande de Oliveira. Para ele, os zoológicos e instituições ambientais são importantes, principalmente para os animais ameaçados, pois são locais que empregam as técnicas e cuidados necessários para a sobrevivência das espécies. “Neste sentido, todo o trabalho educativo que é realizado é necessário e relevante”, comentou.

Lorena Vale e Suziane Fonseca – Da Fundação Zoo-Botânica

468 ad