Vamos exercitar, mas com moderação!

Vivemos em uma época em que a artrose nunca foi tão diagnosticada e comum em pessoas jovens. Vejo na população jovem, dois perfis, em que a expressão 8 ou 80 se encaixa: pessoas sedentárias, que não fazem atividades físicas e ficam o tempo todo em seus videogames, computadores e celulares, ou o oposto, que são pessoas viciadas em academias e seus corpos, fazendo atividades em excesso, buscando o corpo perfeito e levando o corpo sempre ao limite. Esses dois perfis preocupam muito os médicos.

Vejo no consultório muita artrose na coluna cervical e dorsal, causada pela falta de fortalecimento na musculatura da coluna e pela posição em que ficam, sempre de cabeça baixa, mirando celulares e laptops. Já falei em outras colunas que o fortalecimento muscular diminui a progressão da artrose. Por outro lado, a fraqueza muscular causada pelo sedentarismo leva a progressão da artrose, principalmente na coluna, quadris e joelhos, que fazem sustentação.

O oposto também é perigoso. Os jovens que frequentam academia, tomam muita proteína para aumentar massa magra, porém o consumo em excesso pode apresentar danos ao rins. Para um adulto saudável, as recomendações de proteína são de 0,8 g de proteína por quilo de peso corporal, o que corresponde a 56 g de proteína em um indivíduo de 70 kg.

Um bife de vaca de 100g tem 26,4 g de proteína, por isso, com dois bifes quase se atinge as recomendações. Além disso, ao longo do dia, normalmente ainda se alimentam com outras proteínas, como ovos, leite e derivados.

O excesso de atividades físicas pode provocar rabdomiólise. Rabdomiólise é a quebra rápida de músculo esquelético (rabdomio) devido à lesão no tecido muscular; a destruição do músculo leva à liberação de produtos das células musculares na corrente sanguínea, como a mioglobina (uma proteína), lesiva aos rins, podendo causar insuficiência renal aguda. Seus primeiros sinais e sintomas podem incluir mialgias, fraqueza muscular e o escurecimento da urina).

E, acreditem, acontece! Já vi um quadro desses, em 2008, em um jovem de 16 anos, que teve que ser internado e quase perdeu um rim, por treinamentos excessivos de futebol. Também, o uso de pesos excessivos diariamente leva a lesões crônicas de tendões, podendo causar até rupturas dos mesmos.

Portanto, não deixem de fazer atividades físicas e tenham hábitos saudáveis, sempre com moderação. Se for começar atividades físicas, saindo do sedentarismo, comece de forma gradual, sem muita pressa de resultados. Se deseja tomar suplementos, procure um nutricionista ou nutrólogo. Os excessos podem ser catastróficos…

468 ad